Resultados dos jogos desta quarta-feira, 15/08:

Amistosos Internacionais

Barcelona 3 x 0 Boca Juniors

 - BARCELONA CAMPEÃO DO TROFÉU JOAN GAMPER

Copa Sul-Americana

Segunda Fase

Deportes Temuco 1 x 0 San Lorenzo

 - DEPORTES TEMUCO CLASSIFICADO

Millonarios 4 x 0 General Díaz

 - MILLONARIOS CLASSIFICADO

Copa do Brasil

Quartas de Final

Cruzeiro 1 x 2 Santos

 - CRUZEIRO CLASSIFICADO (PÊNALTIS: 3 X 0)

Chapecoense 0 x 1 Corinthians

 - CORINTHIANS CLASSIFICADO

Flamengo 1 x 0 Grêmio

 - FLAMENGO CLASSIFICADO

 


“Disciplina é prática incessante, e ter intimidade com o que se faz,” Monja Coen

Os atletas que pedalam para melhorar a performe no esporte essa palavra tem grande importância. Recentemente lembrei aos colegas sobre o tema, pois quando chove, sempre utilizamos isso como justificativa para ficar na cama. Para quem apenas “pedala”, você termina arrumando “justificativas” para não fazer atividade física com mais facilidade. Porém se você vai “treinar” isto exige uma disciplina ainda maior: é preciso acordar (pela manhã),  estar disposto e necessariamente  encarar o tempo que tiver: frio ou chuva. Esporte ao ar livre tem esses prazeres…

Ah! E tem um agravante, caso você seja empregado e não tenha flexibilidade de horário, ou seja, é aquele dia que se tem e não mais! Aí meu caro, o pedal deve ser “SEM TRÉGUA”!! Disciplina forte para não se abater e prosseguir em busca dos resultados programados.

Objetivos, metas e resultados, você tem?

Tenho ouvido muito “tenho objetivos”, mas raramente ouço “tenho disciplina”. Observo meus alunos e confesso que esta cada vez mais difícil ouvir histórias de sucesso, de resiliência, de pessoas que mantiveram o foco e conquistaram algo. Pense rapidamente: Uma importante conquista pessoal? Demorou para responder? Então precisa de novos eventos de sucesso em sua vida para aumentar a autoestima e seguir conquistando metas e objetivos.

Todo essa história serve pra lembrar que manter uma rotina de exercícios físicos, treinos, conquistar medalhas ou simplesmente emagrecer, usando a bicicleta, exige disciplina. Presenciei muita “magrela” parada, cheia de teia de aranha ou usada como cabide.

Parece difícil? Hoje recebi o resultado da minha bioimpedância e atingi a meta esperada de perder 08kg em menos de uma ano, sendo que reduzi mais de 4kg de gordura abdominal. Milagre? Disciplina…

Ganhar 2,5kg de massa muscular após os 40 anos exige muito esforço e, principalmente, abdicar de alguns confortos no início para ter conquistas lá na frente. Foram muitas pedaladas, reeducação alimentar, academia e principalmente não ter esmorecido, mantendo o foco nas metas que estabeleci.

Estão  todos  convidados a fazer parte desde círculo virtuoso de conquistas, sentindo prazer ao atingir o que programou e melhorando a autoestima. Uma dica que aprendi é dividir seus objetivos em etapas, e cada etapa conquistada uma comemoração!

Siga a gente!

Seja um ciclista Karniça!

Tarcísio Botelho é ciclista karniça e Bike Anjo

https://www.facebook.com/bikeanjovalenca/


REINALDO VARJÃO ENTREVISTA O ZAGUEIRO BAIXINHO

“A vida é muito veloz, faz-nos ir do céu ao inferno numa questão de segundos”. Esta frase pertence ao escritor esotérico Paulo Coelho.  Mario Freitas – ícone da imprensa esportiva da Bahia- parafraseava o escritor em suas resenhas esportivas.

Futebol é um fenômeno social.  Faz parte da formação da identidade dos brasileiros, principalmente. Envolve as   vidas  de  muitas pessoas no mundo inteiro.

Recorro a esta reflexão para recuperar a memória de um fato ocorrido no triunfo da Seleção de Valença no último domingo (12), diante da seleção de Ituberá, em partida válida pelo Campeonato Intermunicipal.

Baixinho é o nome do zagueiro que defende a seleção valenciana. Natural do sul baiano, contradizendo ao apelido, possui 1,90 de altura. Após a dispensa da Seleção de Eunápolis, ele aterrissou no Estádio Antônio Sereia, para  defender o selecionado valenciano.

Vamos a outro fato: Domingo(12), próximo passado,  no Estádio Barachísio Lisboa, a seleção da “Terra Nunca Vencida”- frase do hino de Valença escrito pela professora, a saudosa Macária Andrade- dominava a partida. Quando em um lance inesperado, uma falha coletiva acontece, e o zagueiro Baixinho em um momento de desespero na tentativa de evitar o gol, rebate a bola nas costas de outro atleta que sobra para Cacique abrir o marcador. Um verdadeiro inferno Astral tomou conta da cabeça do defensor.

Reafirmando a frase do poeta, aos 45 minutos do segundo tempo, veio a redenção: uma cobrança de falta magistral de Nino Bolívia, surge Baixinho e em uma  cabeçada acerta o alvo do adversário e consagra a grande virada para alegria de todos. Era o céu voltando a  brilhar na vida do zagueiro. Ouça o que ele disse ao final da partida, clicando no áudio acima.


No mundo do futebol existem alguns profissionais que insistem  em dizer que o futebol é algo muito simples. Por exemplo, em sua simplicidade e sabedoria Neném Prancha- personagem da década de 50- dizia o seguinte: “futebol é muito simples, quem tem a bola ataca quem não tem se defende”. Prancha e alguns outros têm suas razões, para tal afirmativa. Afinal, tem muita gente boa que complica.

Observando por outro ângulo: Futebol não é algo difícil, concordo com a turma que pensa desta maneira. Futebol não é difícil, é uma atividade complexa, multifacetada.

Para uma equipe de futebol entrar em campo depende de muitos braços, cabeças e pernas.  Muita gente participa e cada um tem sua função e seu grau de importância. Do presidente a turma que providencia a roupa arrumada e cheirosa, massagens, o gelo, a laranja, etcétera  e tal…  Uma grande rede de cooperação, para que tudo aconteça, conforme o planejado e trabalhado. Como nos diz Sorian, em seu livro:  “A Bola não entra por acaso”.

Quer saber o que está acontecendo dentro do time? Pergunte ao roupeiro ou ao massagista.  O pior é que tem treinadores que ignoram estes colaboradores, mal cumprimenta-os.

Quando falamos desta turma- roupeiros e massagistas- não podemos deixar de relembrar, Zuza, Paviléu (im memoriam), Vavá da Vila Operária (im memoriam) e o Valter . E agora os mais recentes e que tem dado uma grande contribuição para o selecionado valenciano neste intermunicipal.  Refiro-me a Ademir, Romildo e Guaiamun (foto abaixo).

Voltando a falar desta turma, os treinadores  deveriam ter mais atenção com estes colaboradores, pois o bom  rendimento de um atleta depende   de um conjunto de fatores: aspectos físicos, técnicos, táticos e sobretudo emocional.  Fechando o papo: os treinadores não sabem o que estão perdendo. Esta turma sabe tudo que acontece no vestiário. Funciona algumas vezes como ouvidores dos atletas. Esta é a minha opinião. Segue o jogo…


A seleção feminina de vôlei do Brasil perdeu outra vez para os Estados Unidos em amistoso preparatório para o Campeonato Mundial de Vôlei Feminino, no Japão.

As norte-americanas venceram com facilidade por 3 sets a 0, com parciais de 29/27, 25/23 e 25/18. As brasileiras já tinham perdido para os EUA em outra partida disputada no último domingo.

As duas seleções voltam a se enfrentar, novamente em partida amistosa, nesta quinta-feira, às 20 horas.


A comissão técnica da Seleção de Valença segue de olho no mercado. Nesta terça-feira mais uma contratação. Trata-se do jovem atacante Caio. Natural de Conceição do Coité, 22 anos, com passagens em equipes profissionais. Este ano (2018), participou do campeonato valenciano defendendo as cores do Bahia da Baixa Alegre.

Em conversa com o site www.entrandonaarea.com.br, ele disse que será a sua primeira participação em Intermunicipal. Apesar de recebido um convite da seleção de sua terra natal, aceitou o convite da Seleção de Valença, por acreditar na organização e também por receber uma proposta mais atraente.

O jovem atleta atua como atacante de beirada, porém já participou em outra função como um  meio campista, falso atacante.  Confira  um fragmento da entrevista, clicando no áudio:


O futebol é o esporte mais praticado no mundo. A preparação física no futebol é primordial, o atleta bem condicionado fisicamente estará habilitado a realizar seu papel em campo da melhor forma possível. Sem uma boa preparação física é difícil um atleta ter êxito nas competições e atuar em uma temporada sem lesões.

O preparador físico, Roque Coutinho ficou muito satisfeito com rendimento físico dos atletas da Seleção de Valença, no último domingo(12) no triunfo diante da Seleção de Ituberá. Para ele não foi nenhuma novidade.

Coutinho evidenciou a importância de ter um bom planejamento, sendo este o motivo principal do bom rendimento dos atletas.

Em conversa com site www.entrandonaarea ,ele falou da programação desta semana. Confira: