AGAMENON, UMA CHUTEIRA INCANSÁVEL!

Existem jogadores que atingiram os quarenta anos e ainda ultrapassam seus próprios limites e chagaram a atuar em  vários clubes, apenas para exemplificar: Marcelinho Paraíba, José Roberto, Túlio, Djalma Santos e etc., mas é também verdade que são muitos que são obrigados a parar precocemente, pouco depois dos trinta, se vêem obrigados a baixar de escalão ou, até a abandonar as carreiras. Realidade que também se aplica ao futebol amador.

 No campeonato intermunicipal, aqui na Bahia, são vários os atletas que ainda não sentem suas chuteiras cansadas e desfilam em diversos gramados.

No último domingo (04), pude presenciar na Praça esportiva da Urbis em jogo válido pela Copa de Futebol Master, um incansável “jovem” de 55 anos. Agamenon, parecia um menino correndo atrás da pelota. Desafiando o  seu tempo biológico se movimentava em todos os espaços, apoiando seus companheiros na defesa e no ataque. Jogou até os 30 minutos do segundo tempo. Saiu não por cansaço, e sim por uma opção tática. Afinal seu time era, e foi o vencedor da peleja.

Ao final da partida, atendendo ao apelo da minha curiosidade, perguntei-lhe: qual o segredo de tanta vitalidade? Obtive como resposta, “o segredo é deixar de  beber, não fumar, dormir e acorda cedo e se alimentar corretamente”.  Por estas, e por outras razões que o exemplo seja seguido por jovens e veteranos.  Segue o jogo, meu caro leitor..


Comente