ALVIVERDES E TRICOLORES: CONFRONTO DOS “PRIMOS POBRES”!

REINALDO VARJÃO, ANALISTA ESPORTIVO.

Palmeiras e Bahia duas equipes, dois bairros. O Palmeiras chamado carinhosamente de Periquito do Tento. Já o Tricolor é também chamado de Bahia da Baixa Alegre. Duas agremiações que ainda não convenceram seus torcedores e simpatizantes que tem estatura para chegar a final do campeonato.

Por mais entusiasmo que tenham  os seus dirigentes creio que eles sabem das limitações dos seus elencos. Ambas as equipes sofrem do mesmo mal: faltam-lhes recursos financeiros para montar um forte elenco e enfrentar os cascudos no atual cenário. Nenhum nem o outro tiveram a sorte de encontrar um padrinho político disposto a ajudar no custeamento das despesas prováveis. Cada qual tentou se reinventar. O Bahia na tentativa de minimizar seus custos aposta em jogadores locais, prata da casa. Já o Verdão, no inicio apostou em uma parceria com a turma de Cairu. Não vingou. Buscou outra fonte, sob a responsabilidade do veterano goleiro WIlian, melhorou e conseguiu sua classificação para a atual fase do campeonato.

Próximo domingo (20), Bahia e Palmeiras se encontram no Estádio Antônio Sereia, primeiro confronto depois da final do ano passado(2017), quando o Bahia levou a melhor. Os “Primos Pobres”, em um desafio: Quem pode mais, custando menos. Por estas e por outras razões, será uma partida sem favoritismo para nenhum dos lados, porque se trata de duas agremiações momentaneamente com o mesmo poder de fogo. Quem passar certamente deverá ficar por conta do acaso… Como diria o poeta do botequim: “ seja o que os Deuses do futebol desejarem”. Cá entre nós, boca de siri, o Palmeiras tem um melhor time. Esta é a minha opinião, segue o jogo Caro Leitor…


Comente