CAMPEONATO INTERMUNICIPAL: GUTO CHALLUP “DANÇOU”!

A Seleção de Eunápolis atual campeã do Intermunicipal ocupa a segunda posição no seu grupo. Um aproveitamento de 53,33% venceu 02 partidas, empatou 02 e sofreu apenas uma derrota.  Compõe o grupo 15 que tem a liderança da Seleção de Itapetinga com 10 pontos e aproveitamento de 66,67%, Pau-Brasil em terceiro lugar com 40% e na última posição eliminada da competição o selecionado de Macaraní.

Guto Chalupp teve a responsabilidade de montar o elenco eunapolitano e conseguiu uma classificação antecipada para a segunda fase. Infelizmente, nada disto foi suficiente para segurar o treinador coaraciense. A imprensa regional foi surpreendida com a decisão do senhor Nereu, atual presidente da liga. Uma reprise: no intermunicipal 2017, Marcos Corrêa, após a montagem do elenco e inicio da competição, também foi demitido. Uma pergunta: seria coisas do futebol, ou um hábito da diretoria eunapolitana?

A seleção do extremo sul da Bahia apresentou um elenco bastante diferente do ano passado quando foi campeã, entretanto, a imprensa esportiva reconhece que o trabalho vinha sendo bem feito.  Os resultados, sem sombra de dúvida, poderiam ter sido melhores, contudo a perspectiva futura é alvissareira, por conta do potencial do trabalho apresentado até o momento.

Em conversa com este site, Guto revelou: “Classifiquei a equipe para a segunda fase com duas rodadas de antecedência. A primeira equipe do grupo a está classificada. O problema tenho certeza não foi o jogo perdido (Itapetinga 1 a 0). Pois quem viu Eunápolis jogando todas as partidas, me elogiou. Mas a vida segue. Saio por cima, com um trabalho reconhecido por toda a imprensa”.

Agora a diretoria aposta no técnico Ratinho que estava comandando a seleção de Itaberaba, que não começou bem a competição, mas já se encaixava e é a primeira colocada do grupo 04 com 08 pontos, classificada para a próxima fase.

Para Ratinho a opção de trocar Itaberaba por Eunápolis é tão somente estar mais perto de casa e de encarar os novos desafios que a profissão exige.

Créditos das fotos: Polêmica no Esporte e Paraíso na Mídia.

 


Comente