FOTO 4

Aconteceu neste domingo (22) em Jiquiriçá o Cicloturístico conforme calendário do Cicloturismo na Bahia. Cerca de 30 ciclistas de Valença estiveram presentes no evento que contou com a participação de mais de 300 ciclistas de várias cidades do Estado.

Apesar de ter sido o primeiro evento no Município, os participantes elogiaram como espetacular tanto a organização como a trilha. Próximo dia 05 de fevereiro o destino será a cidade de Maracás.

A Associação dos Ciclistas de Valença esteve representada por diversos grupos organizados, entre eles: Valença Bike e Anjos da Trilha.

 


 IMAGEM_NOTICIA_5
Chegou ao fim nesta quarta-feira a carreira daquele que é considerado o maior ciclista olímpico de todos os tempos. Com cinco medalhas de ouro e oito no total, o recordista em conquistas na história da modalidade Bradley Wiggins anunciou oficialmente sua aposentadoria das pistas e das estradas.
“Eu fui sortudo o suficiente para viver um sonho e atingir meus sonhos de infância ao ter uma vida e uma carreira no esporte pelo qual me apaixonei aos 12 anos. Eu encontrei meus ídolos e pedalei com os melhores por 20 anos. Eu trabalhei com os melhores técnicos e chefes de equipe do mundo, e sempre serei grato ao apoio deles”, escreveu Wiggins em sua conta no Facebook.
Wiggins começou sua carreira de conquistas internacionais em 1998, quando venceu a prova de perseguição individual no Mundial Júnior de Ciclismo de Pista. Dois anos depois, ganharia a primeira de suas 12 medalhas em Mundiais adultos da disciplina, das quais sete são de ouro.

15541590_1596598420356301_8022402523877512369_n

Depois de um ano de várias pedaladas,  aqui em Valença ou em diversos municípios do interior baiano, incluindo a capital baiana. A turma do pedal resolveu dá uma parada.

A ASSOCIVA- Associação dos Ciclistas de Valença reuniu os grupos organizados do município – Valença Bike e Anjos da Trilha- para uma grande festa de confraternização. O palco foi o sítio  de Toinho da Lojinha, que gentilmente ele  e sua linda família fizeram  uma belíssima recepção.

Recorrendo ao grito de guerra da galera: “Associva é show!”.  Muita gente bonita por dentro e por fora se divertiu ao longo do dia. Deixaram as bikes de lado e se entregaram a alegria. Embalados por muita  cerveja, refrigerantes, churrasco, futebol, música, pescaria e muito banho  em um verdadeiro piscinão ecológico que embeleza o espaço.

15220234_781767481972665_6868781078516609975_n

15391063_1596598143689662_7248383992225720706_n

15492388_781768021972611_3176875639936734175_n

15492612_1149150965140716_7370570137887859031_n

15541354_1596598140356329_9127057751417436257_n

15541900_781767548639325_1786505372732464599_n

15542070_781767721972641_5306337817325760450_n

15578795_1596598317022978_6430246298835056284_n

15665822_1596598187022991_8336551257005746229_n


faz_atleta_kaio_felippe_et

Depois de ter sido adiada no mês passado, finalmente aconteceu a sétima etapa do Ranking do Ciclismo baiano. O evento foi realizado em feira de Santana neste fim de semana. Atletas oriundos do município de Valença, mais uma vez obtiveram bons resultados. Estiveram presentes, Dadal, Jocèlio, Kaio Felipe e Lourival.

Categoria sub-30.

Kaio Felipe 3º colocado

Categoria Master A.

Jocélio 5ª posição

Lourival 4ª posição

Categoria Open.

 Dadal 4ª posição.

 


dicas-motoristas

  • Respeite o ciclista e na rua e dê preferência ao pedestre na travessia. É lei.
  • Reduza a velocidade e mantenha distância lateral superior a 1,5m ao ultrapassar o ciclista.
  • Caso não seja possível ultrapassar uma bicicleta com segurança, não ultrapasse. Aguardar um ou dois minutos atrás de uma bicicleta não é nenhum sacrifício: lembre-se que o congestionamento só existe por causa do excesso de carros.
  • Nunca “feche” o ciclista nas conversões à direita ou ao estacionar.
  • Ande devagar e sinalize as suas conversões e mudanças de faixa. A cidade não é um autódromo.
  • Nunca estacione sobre a calçada ou faixas de pedestre.
  • Evite usar vidros escuros. A comunicação visual com pedestres, ciclistas e outros motoristas é fundamental para a segurança do trânsito.
  • Não use o celular enquanto estiver dirigindo.
  • Dê carona e use racionalmente o carro.
  • Evite buzinar desnecessariamente. O barulho, além de incomodo, pode assustar ciclistas.
  • Deixe o carro em casa sempre que possível. Muitos deslocamentos podem ser feitos utilizando transporte público, à pé ou de bicicleta. Experimente!
  • Olhe sempre pelo retrovisor antes de abrir a porta do seu carro.

 


dicas-ciclistas-pedal

Seja visto: motoristas costumam não enxergar as ruas tão bem quanto você, andam em velocidades mais altas do que a sua e tem veículos mais perigosos que o seu. Use luzes e refletivos (principalmente à noite) e tente se comunicar visualmente com os condutores.

Conheça seu caminho: Prefira ruas tranquilas e redobre a atenção caso necessite passar por uma avenida ou por um caminho que não conhece. Experimente e descubra o seu caminho antes de torna-lo parte da sua rotina.

Ocupe a faixa: Não pedale na sarjeta ou muito próximo à guia. Ocupe ⅓ ou ½ faixa. Isso facilita a visão do motorista e ainda permite que você tenha uma margem de manobra em caso de buracos ou grades de escoamento de água. Dê passagem aos demais veículos quando for possível, sinalizando com as mãos a sua intenção ou pedindo que o motorista aguarde.

Não ande na contramão: você atrapalha outros ciclistas e pode surpreender motoristas e pedestres, colocando a sua vida ou a de outra pessoa em risco. Quando uma contramão é a única alternativa para evitar uma avenida ou trecho perigoso, dê preferência a quem está na mão certa ou (de preferência) siga desmontado pela calçada.

Cuidado com portas abrindo: Não pedale muito perto de carros estacionados. Motoristas costumam não olhar para trás ao abrir a porta do veículo.

Evite andar na calçada: muitas vezes as ruas parecem e são realmente perigosas. Caso não se sinta à vontade para andar junto com os outros veículos e precise ir pela calçada, respeite e dê total preferência ao pedestre ou siga desmontado da bicicleta.

Dê preferência absoluta aos pedestres: respeite a faixa e espere o pedestre concluir a travessia antes de avançar. Mesmo em faixas não-semaforizadas, a preferência é sempre do pedestre.

Estabeleça comunicação: Enquanto estiver pedalando, procure sempre manter contato visual com os motoristas e utilize as mãos para sinalizar as suas conversões ou mudanças de faixa.

Seja o trânsito: bicicleta na rua é um veículo e você deve encara-la como tal. Não precisa competir com os carros, basta antecipar-se às reações dos demais condutores e ser prudente. O fluxo é algo bastante previsível para um ciclista atento, especialmente em caminhos conhecidos.

Não ultrapasse veículos desnecessariamente: Em muitas situações você ultrapassa um veículo e, em seguida, ele te ultrapassa. Evite esta competição desnecessária. O ciclista também pode aguardar alguns instantes atrás de outro veículo, em especial ônibus durante embarque ou desembarque de passageiros.

Descubra a melhor bicicleta para você e cuide bem dela: realizar a manutenção da bicicleta e contar com um veículo de qualidade e regulado também ajuda a evitar acidentes, além de melhorar a sua experiência nas ruas.

Vá com calma: andar de bicicleta no trânsito de uma cidade  exige mais do que ter força e resistência para girar os pedais. Conheça o caminho, os limites do seu corpo e a dinâmica do trânsito antes de achar que vai conseguir ir para o trabalho todos os dias de bicicleta.

Pratique a educação e o respeito:  o caminho do ciclista urbano passa pela experiência de compartilhar a rua com veículos automotores. Motoristas muitas vezes não entendem ou não percebem que colocaram a sua vida em risco. Evite descarregar a sua raiva, pois ela pode gerar mais agressividade nos motoristas. Dividir o espaço com educação e respeito é a única forma possível de convivência no trânsito.

Faça valer o seu direito: Em caso de agressão, desrespeito ou conflito com outros veículos nas ruas, registre reclamações, boletins de ocorrência ou denúncias.

Fonte: