O Athlético conquistou a Copa do Brasil pela primeira vez na sua história. Jogando na noite desta quarta feira, no Beira Rio, o Furacão venceu o Inter, por 2 a 1 , com gols de Léo Cittadini, aos 24′ do 1º tempo, e Rony, nos acréscimos da segunda etapa. Nico Lopez, aos 31 do 1º tempo, fez do time da casa.

Com o título, o time Paranaense embolsa cerca de R$ 64 milhões de premiações, conquistados ao longo da competição. Além da pomposa premiação, o Rubro Negro garante vaga na Taça Libertadores de 2020.


O Athletico-PR saiu em vantagem na decisão da Copa do Brasil contra o Internacional, nesta quarta-feira. Jogando na Arena da Baixada, a equipe da casa bateu o Colorado por 1 a 0 na partida de ida da final do torneio.

Pressionando os visitantes e controlando mais as ações da partida, o Furacão abriu o placar aos 12 minutos da 2ª etapa, em belo gol do volante Bruno Guimarães, após troca de passes com Marco Ruben. O tento foi o único do confronto e deu a vantagem para os paranaenses na volta.

A decisão da Copa do Brasil acontece na próxima quarta-feira, também às 21h30 (horário de Brasília), no Beira-Rio em Porto Alegre. Para ficar com o título, o Internacional precisará vencer por dois gols de diferença, enquanto o Athletico-PR joga pelo empate. A competição não conta com o critério de gol fora de casa, logo, se o Colorado vencer por diferença de um gol, a taça será decidida nos pênaltis.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO- PR 1X0 INTERNACIONAL

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 11 de setembro de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Rodrigo Figueredo Henrique Correa (RJ) e Neuza Ines Back (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões Amarelos: Nikão e Khellven (Athletico-PR)
Gols: Bruno Guimarães, aos 12 minutos do 2º tempo para o Athletico-PR
Público: 39.772

ATHLETICO-PR: Santos; Khellven, Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Thonny Anderson); Nikão, Rony (Lucho González) e Marco Ruben (Marcelo Cirino).
Técnico: Tiago Nunes

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Bruno, Moledo, Cuesta e Uendel; Lindoso, Edenílson (Nonato), Patrick, D’Alessandro (Rafael Sobis) e Nico López (Wellington Silva); Guerrero.
Técnico: Odair Hellmann


O Internacional está na final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o Colorado voltou a vencer o Cruzeiro, desta vez por 3 a 0, no Beira-Rio, e agora enfrentará o Athletico Paranaense na decisão da competição. Paolo Guerrero foi o nome da partida, marcando dois gols. Edenílson fechou o placar no fim do jogo.

As finais entre Internacional e Athletico Paranaense acontecerão logo nas próximas semanas, nos dias 11 e 18 de setembro. O sorteio que definirá os mandos de campo será realizado na tarde desta quinta-feira.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 3 X 0 CRUZEIRO

Local: Estádio Beira-Rio (RS)
Data: 04 de setembro de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Público Total: 45.768; Pagantes: 41.768
Renda: R$ 2.369.469

Gols:
Internacional: Paolo Guerrero (39 minutos do primeiro tempo e 24 minutos do segundo tempo), Edenílson (43 minutos do segundo tempo) 

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick; D’Alessandro (Rafael Sóbis), Nico López (Nonato) e Guerrero
Técnico: Odair Hellmann

CRUZEIRO: Fábio; Jadson, Dedé (Ariel Cabral), Fabrício Bruno e Dodô; Robinho (Éderson), Henrique e Thiago Neves; Marquinhos Gabriel, David e Pedro Rocha (Fred)
Técnico: Rogério Ceni

FONTE: gazetaesportiva


Em um jogo frenético, o Athletico-PR conquistou a vaga na final da Copa do Brasil de 2019 durante a noite desta quarta-feira. Após perder por 2 a 0 na em Porto Alegre, a equipe de Tiago Nunes, empurrada pelo caldeirão chamado Arena da Baixada, amassou o Grêmio, devolveu o placar com gols de Nikão e Marco Ruben e levou a decisão para os pênaltis. Na marca da cal, Santos defendeu a cobrança de Pepê, a última depois de todos converterem, e colocou o Furacão na decisão.

Desse modo, o Athletico, vice-campeão em 2013, segue almejando a inédita taça. Agora, a equipe de Tiago Nunes espera o vencedor do confronto de logo mais, entre Internacional e Cruzeiro, no Beira-Rio. Os gaúchos têm a vantagem após triunfarem por 1 a 0 fora de casa.

O Grêmio, por sua vez, cai na primeira competição de mata-mata no ano. Campeão estadual, o time de Renato Gaúcho direciona suas atenções para a Copa Libertadores, onde enfrenta o Flamengo na semifinal, além do Campeonato Brasileiro, competição em ocupa apenas a 11ª colocação, com 22 pontos.


Nesta quarta-feira, o Grêmio dominou e venceu o Athletico-PR por 2 a 0 na Arena, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, e está mais próximo de disputar mais uma final em sua história.

André, aos 24 minutos do primeiro tempo, e Jean Pyerre, aos 28 da segunda etapa, marcaram os gols que dão vantagem aos gremistas.

O jogo de volta, será na Arena da Baixada, dia 4 de setembro. Com a vitória, o Grêmio pode até perder por 1 a 0 no duelo da volta, que garante a vaga na final. O Athletico-PR precisa vencer por três gols de diferença pela vaga.  Uma vitória por dois gols de diferença, mas favorável ao Furacão leva a decisão aos pênaltis – não há critério de gol qualificado.


Em duelo muito equilibrado, com várias disputas no meio campo, o Inter aproveitou as poucas chances durante a partida para vencer. Com placar magro, o Colorado bateu o Cruzeiro, por 1 a 0, em pleno Mineirão, na noite desta quarta-feira, em confronto válido pelas semifinais da Copa do Brasil.

O jogo foi travado no meio campo em sua maior parte. As melhores chances aconteceram no fim do segundo tempo, pouco antes do gol do Internacional. A vitória do Colorado coloca o grupo do Sul do país na frente dos primeiros 90 minutos do duelo. O segundo jogo será no dia 4 de setembro, no Beira Rio, às 21h30 (de Brasília)


O Cruzeiro vive uma série de problemas: a crise institucional aliviou um pouco com o passar do tempo, mas ainda existem várias situações a serem corrigidas, entre elas os desafios técnicos. Contudo, não há tempo para lamentar. Nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), a Raposa recebe o Internacional, no Mineirão, em confronto válido pelas semifinais da Copa do Brasil.

O treinador cruzeirense deve manter a mesma formação que é considerada a principal titular atualmente. Robinho, por exemplo, já informou que está totalmente recuperado do incomodo na panturrilha. Na frente, Fred segue esperando oportunidades e Pedro Rocha vai para a partida.

Vivendo boa fase na Libertadores e Copa do Brasil, o Internacional irá a Belo Horizonte para conseguir um bom resultado e encaminhar uma vaga à final da competição. O técnico Odair Hellmann não terá o meia D’Alessandro, que foi expulso no triunfo sobre o Palmeiras.

Na sua vaga concorrem Nonato, Sarrafiore e Wellington Silva. Recuperando-se de uma lesão, o volante Rodrigo Lindoso segue como dúvida para o duelo de amanhã. Sem Rodrigo Dourado, que permanece lesionado, a opção do comandante vermelho deve ser Rithley.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X INTERNACIONAL

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Data: 07 de agosto (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP)
VAR: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)

Cruzeiro: Fábio, Orejuella, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Ariel Cabral, Thiago Neves, Robinho, Marquinhos Gabriel, Pedro Rocha.
Técnico: Mano Menezes.

Internacional: Marcelo Lomba, Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel, Rodrigo Lindoso (Rithley), Edenílson, Nonato (Sarrafiore) e Patrick, Nico López e Paolo Guerrero.
Técnico: Odair Hellmann