Não foi desta vez que o Bahia escreveu mais um belo capítulo na sua história. Jogando na Arena Fonte Nova, na noite desta quarta-feira, o Tricolor foi eliminado pelo Grêmio, por 1 a 0, pelo jogo de volta da Copa do Brasil. O gol da classificação gremista foi de Alysson, aos 18 minutos da segunda etapa.

O Bahia agora volta às suas atenções para o Campeonato Brasileiro da Série A. No próximo sábado, às 17 horas, novamente na Arena, o Tricolor cai enfrentar o Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA
Bahia 0x1 Grêmio
Copa do Brasil – Quartas de final (2º jogo)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 17/07/2019 (quarta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: leber Lucio Gil (SC) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Bruno Arleu de Araujo, auxiliado por Alexandre Vargas Tavares de Jesus e Daniel do Espirito Santo Parro (todos do RJ) Cartões amarelos: Elton, Gilberto, Fernandão, Gregore (Bahia) / Kannemann, Maicon, Everton, Matheus Henrique (Grêmio)

Cartão vermelho: Moisés (Bahia)

Gol: Alisson (Grêmio)

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Elton (Shaylon) e Eric Ramires (Fernandão); Élber (Arthur Caíke), Artur e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

Grêmio: Paulo Victor; Leonardo, Kannemann, Geromel e Bruno Cortez; Maicon (Romulo), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Luan); Alisson (Pepê), Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho.


Foi praticamente um jogo de ataque contra a defesa. O Cruzeiro entrou em campo amparado pelo placar positivo de 3 a 0 conquistado no primeiro jogo e o Atlético queria reverter a vantagem. Com isso, no duelo na noite desta quarta-feira, no Independência, para definir quem avança para as semifinais da Copa do Brasil, o Galo se mandou para cima com toda força. No entanto, a Raposa se defendeu com qualidade e, apesar da derrota por 2 a 0, o time celeste se garantiu na próxima fase do torneio nacional.

O Atlético, todavia, teve postura completamente diferente em relação ao primeiro jogo. Na primeira partida, pouco agrediu, nesta quarta-feira o Galo ficou no pé da Raposa, não dava espaços, não deixava o time azul respirar, e atacou praticamente todo o jogo. Mas um time comandado por Mano Menezes sabe se defender bem – alias muito bem. E mesmo assim o Galo do jovem Rodrigo Santana fez um grande jogo.

O Cruzeiro agora espera Palmeiras ou Internacional para saber o adversário da próxima fase. A equipe também volta a se preocupar com sua situação no Campeonato Brasileiro que não é nada boa. O Galo resta ainda o Brasileirão, lutando na parte superior, além da Copa Sul-Americana.


O Cruzeiro superou os problemas extra-campo e praticamente garantiu a vaga na semifinal da Copa do Brasil. Jogando no Mineirão, na noite desta quinta-feira, a Raposa goleou o Atlético-MG, seu maior rival, por 3 a 0.

Pedro Rocha, destaque da partida, abriu o marcador, com um golaço, logo aos 13 minutos de jogo. Aos 27, Thiago Neves aproveitou mais uma bela jogada de Pedro Rocha e ampliou o marcador. Na segunda etapa, Robinho fez o terceiro aos 10 minutos, garantindo uma ampla vantagem cruzeirense, para o jogo de volta, que será realizado na próxima quinta-feira.

Antes, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro recebe o Botafogo, domingo, às 16 horas, e o Galo visita a Chapecoense, no mesmo dia, às 19 horas.


Em noite de polêmicas, VAR, gols anulados e um grande jogo na Arena da Baixada, em Curitiba, Athletico Paranaense e Flamengo empataram em 1 a 1 pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Com o resultado, a definição do classificado fica em aberto para a volta, na próxima semana.

Depois de uma primeira etapa em branco, o time da casa, logo aos quatro minutos, conseguiu abriu o placar com Léo Pereira, desviando escanteio cobrado por Nikão. Aos 19 minutos, Gabigol deixou tudo igual, tocando na saída de Santos.

Os dois times voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, dia 17 de julho, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Antes, voltam suas atenções para o retorno do Campeonato Brasileiro.


O Palmeiras se aproximou de uma vaga nas semifinais da Copa do Brasil durante a noite desta quarta-feira. Em um Allianz Parque com mais de 36 mil torcedores, o time de Luiz Felipe Scolari jogou ao seu melhor estilo e, com uma atuação segura, dominou e venceu o Internacional por 1 a 0, com gol de Zé Rafael.

Com o resultado, o Palmeiras ganha o benefício de jogar pelo empate no duelo de volta das quartas de final, marcado para a próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Beira-Rio. Para se classificar, o Inter precisa de uma vitória por dois ou mais gols de diferença. Em caso de vitória simples, o time gaúcho força a disputa por pênaltis.

Antes da decisão em Porto Alegre, o Palmeiras tem um clássico pela frente: no sábado, às 19 horas, o rival é o São Paulo, no Morumbi, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, do qual o Verdão é líder. O Inter, por sua vez, visita o Athletico-PR no domingo, às 16 horas, na Arena da Baixada.


O Bahia deixou a Arena do Grêmio com um grande resultado. Na noite desta quarta-feira (10), o Tricolor saiu atrás no placar, mas conseguiu empatar e fechou o placar em 1 a 1 na primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. Éverton Cebolinha marcou para o tricolor gaúcho, de pênalti, enquanto Gilberto fez o gol do Esquadrão.

As duas equipes definem a vaga nas semifinais na próxima quarta-feira (17), às 19h15, na Arena Fonte Nova. O vencedor leva. Em caso de novo empate, decisão por pênaltis.

FICHA TÉCNICA
Grêmio 1 x 1 Bahia
Copa do Brasil – Quartas de final (1º jogo)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Data: 10/07/2019 (quarta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá, com auxílio de Carlos Eduardo Nunes Braga e Diogo Carvalho Silva (todos do RJ)

Cartões amarelos: Moisés, Lucas Fonseca (Bahia)

Gols: Éverton (Grêmio) / Gilberto (Bahia)

Grêmio: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Alisson (Pepê), Jean Pyerre (Luan) e Éverton; André (Felipe Vizeu). Técnico: Renato Gaúcho.

Bahia: Douglas; Nino Paraiba (Flávio), Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Elton, Gregore e Ramires (Guerra); Elber, Artur e Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado