A seleção brasileira sofreu uma baixa para a partida desta sexta-feira contra a Bélgica e para os possíveis dois últimos jogos da Copa do Mundo.

O lateral direito Danilo se machucou durante o treino de véspera pelas quartas de final em Kazan e não tem mais condições de jogar a principal competição do futebol.

Ele machucou o tornozelo esquerdo após entorse durante a atividade e foi realizar exames ao lado do médico Rodrigo Lasmar depois de retornar à concentração.

Segundo a CBF, os resultados “confirmaram a lesão” ligamentar e o jogador do Manchester City “não possui tempo suficiente de recuperação no período de disputa da Copa do Mundo”.

Com isso, apenas Fagner é o lateral direito de ofício restante no elenco.

Por outro lado, Danilo solicitou e permanecerá junto ao elenco, tendo iniciado o tratamento com o departamento médico da seleção.


A Fifa anunciou na tarde desta quarta-feira o nome do árbitro que vai apitar a partida decisiva das quartas de final entre Brasil e Bélgica, em Kazan. É o sérvio Mirolad Mazic, que trabalhou na final da Liga dos Campeões da última temporada, quando o Real Madrid venceu o Liverpool por 3 a 1, em Kiev, na Ucrânia. Mirolad Mazic, que tem 45 anos, terá como assistentes os compatriotas Milovan Ristic e Dali Djurdjevic. O americano Jair Marrufo será o quarto árbitro.

Na atual Copa do Mundo, Mirolad Mazic dirigiu duas partidas: a vitória da Colômbia sobre o Senegal, por 1 a 0, e a do México sobre a Coréia do Sul, por 2 a 1. Na última Liga dos Campeões, ele também esteve presente em importantes jogos além da final. Mirolad Mazic também apitou Roma x Atlético de Madrid e Juventus x Barcelona, entre outros importantes  jogos.


Brasil e Bélgica vão se enfrentar pelas quartas de final da Copa do Mundo na sexta-feira, às 15h (de Brasília), na Arena Kazan. Enquanto a Seleção Brasileira garantiu a classificação ao vencer o México com certa facilidade, por 2 a 0, a equipe belga sofreu para superar o Japão por 3 a 2, de virada, com gol de Chadli em jogada de contra-ataque no último lance. A previsão é que o duelo seja equilibrado, sobretudo pela qualidade individual de craques como Neymar, Philippe Coutinho, Hazard e Lukaku. Mas e nos números, qual equipe está melhor?

O Brasil participou da primeira fase pelo Grupo E, que contava com Suíça (classificada na segunda posição), Sérvia e Costa Rica. O único jogo em que o time comandado pelo técnico Tite não conseguiu vencer foi contra os suíços, pela rodada de abertura: 1 a 1. Nas partidas seguintes (incluindo as oitavas de final), a Seleção Brasileira ganhou pelo mesmo placar: 2 a 0. O jogadores que mais se destacaram foram Neymar e Coutinho, artilheiros do time no Mundial, com dois gols cada. O atacante do PSG também tem dois passes para gol e é o jogador que mais sofreu faltas na Copa (23). Casemiro é outro que está entre os destaques: o volante é líder de passes certos (218) e desarmes (14, com 11 certos e 3 errados), mas não entrará em campo na próxima sexta-feira por causa de suspensão.

Na Seleção da Bélgica que liderou o Grupo G da Copa, com nove pontos (100% de aproveitamento), os principais jogadores foram o atacante Lukaku e o meia Hazard. O primeiro, com quatro gols, é um dos vice-artilheiros da Copa do Mundo – atrás apenas do inglês Harry Kane, que marcou cinco. Hazard, por sua vez, lidera os quesitos de finalização (11), assistências (2) e faltas sofridas no time (13). Além disso, a Bélgica possui o ataque mais positivo do Mundial, com 12 gols feitos. Porém, a defesa não tem sido tanto efetiva: foi vazada diante de Tunísia (5 a 2) e Japão (3 a 2).

 

Fonte: Footstats


A Bélgica mostrou porque tem uma equipe que é considerada uma das favoritas para ganhar o título da Copa do Mundo e garantiu a vaga para as quartas de final com um gol assinalado no último lance da partida. O time belga saiu perdendo por 2 a 0, mas conseguiu a virada, jogando com muita raça e derrotou o Japão por 3 a 2 na tarde desta segunda-feira. Jan Vertonghen, Marouane Fellaini e Nacer Chadli fizeram os gols da classificação belga. Genki Haraguchi e Takashi Inui fizeram os tentos da equipe nipônica em Rostov. O Japão marcou os seus gols aos 3 e 7 minutos do segundo tempo. A Bélgica empatou aos 25 e 28. O gol da vitória só saiu aos 49 minutos. Todos os gols foram marcados no segundo tempo.

Com o resultado, a seleção européia vai jogar com o Brasil nas quartas de final do Mundial da Rússia. O jogo com a Seleção Brasileira será realizado na sexta-feira, às 15 horas (de Brasília), em Kazan. Os japoneses voltam para a casa, após quase conseguirem a sua primeira classificação na história das Copas do Mundo para a fase de quartas de final.


O Brasil garantiu a classificação para as quartas de final da Copa do Mundo da Rússia na tarde desta segunda-feira. Autor de um gol e uma assistência em Samara, o atacante Neymar foi destaque na vitória por 2 a 0, ao lado de William, do time comandado por Tite sobre o México.

O Brasil teve relativo trabalho nos primeiros minutos, mas conseguiu dominar a partida ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa,  Neymar fez o primeiro gol, aos 6 minutos, após um passe de Willian, um dos melhores em campo. Nos minutos finais,já nos descontos, Neymar cruzou para Firmino definir o placar.

Sem Casemiro, (suspenso por dois cartões amarelos) o Brasil volta a campo às 15 horas (de Brasília) da próxima sexta-feira para disputar uma vaga na semifinal contra o ganhador do jogo entre Bélgica e Japão, em Rostov. As duas seleções disputam a outra vaga na próxima fase às 15 horas desta segunda, em Kazan.


Croácia e Dinamarca fizeram um jogo bastante disputado e empataram durante os 120 minutos em 1 a 1. Assim como aconteceu com a partida entre Espanha e Rússia, a disputa da vaga para as quartas de final foi decidida nas cobranças de pênaltis.

Nos três primeiros minutos de jogo, as redes foram balançadas. Jorgensen abriu o marcador para a Dinamarca e Mandzukic empatou logo em seguida.

A Croácia teve a oportunidade de garantir a vaga, aos 10 minutos do segundo tempo da prorrogação. Mas o craque Luka Modric, desperdiçou a cobrança de penalidade.

Na disputa final, o goleiro Subacic brilhou e defendeu as cobranças de Eriksen, Schone e Jorgensen. Schmeichel, que havia defendido uma cobrança na prorrogação, pegou as cobranças de Badelj e Pivaric.

Na última cobrança,  Rakitic converteu a cobrança e garantiu a vaga para os croatas, que irão enfrentar os Russos nas quartas de final.