Finalmente, chegou a hora do piloto Roberto Cunha acelerar forte na temporada 2019.

Neste final de semana, 23 e 24 de março, começa o Brasil Rally Baja, em Coruripe-AL, com os melhores pilotos do país da modalidade, em percursos mais longos, aumentando a emoção e adrenalina na disputa.

Para 2019, Roberto vem com uma super novidade, uma vez que, a partir de agora, ele defenderá as cores do Corinthians, integrando a Equipe Rally Timão.

Roberto revela sua expectativa sobre a prova: “Já estava com saudade de competir, ainda bem que chegou a hora. Vamos para Alagoas tentar andar bem e fazer uma estreia em alto nível.”

No domingo será dada a largada para o Brasil Rally Baja 2019.


O Minas é campeão Sul-Americano de 2019. No clássico mineiro diante do Praia Clube, os dois times que lideram a Superliga, a equipe de belo horizonte passeou ao lado de sua torcida e foi campeã de forma invicta, sem perder um set sequer. Com um placar confortável de 25/21, 25/16 e 26/24, o Minas aumentou a freguesia do Praia, já que nas três vezes que os times se enfrentaram pela Superliga, foram três vitórias do MTC.

A vitória dá ao Minas o pentacampeonato na competição continental, além da vaga para o Mundial de Clubes. O time vive uma fase incrível no vôlei, com a melhor campanha da Superliga 2018/2019.


A Seleção Brasileira de Basquete carimbou sua vaga para Copa do Mundo de basquete de 2019. Os comandados de Aleksandar Petrovic venceram Ilhas Virgens por 104 a 80, na casa dos adversários, e conseguiram a tão sonhada vaga para o torneio que será disputado na China entre os dias 31 de agosto a 15 de setembro.

A última partida do Brasil pelas Eliminatórias para o Mundial será disputada nesta segunda-feira, dia 25. O adversário será a República Dominicana, em Santo Domingo, no Palacio de los Deportes.


O handebol masculino brasileiro fez história nesta quinta-feira ao vencer a Coreia por 35 a 26 em duelo válido pela quinta rodada do Grupo A do Campeonato Mundial da modalidade, em Berlim.

O triunfo não só garantiu a equipe na segunda fase da competição, como também a fez alcançar a 12ª posição pela primeira vez na história, quebrando o recorde da 13ª colocação, conquistada em 2013.

Pelo Grupo A, a equipe brasileira garantiu a terceira posição da chave ao vencer os coreanos, que são os lanternas.

A Seleção Brasileira encerra sua campanha na fase de grupos com três vitórias e duas derrotas e garantiu a terceira colocação do Grupo A e a 12ª posição geral, recorde histórico em Mundiais no handebol masculino brasileiro. A segunda fase da competição começa já neste sábado.

As 12 equipes classificadas foram divididas em dois grupos de seis cada, sendo que apenas as duas melhores em cada chave avançarão para as semifinais.


Na prova feminina, Pauline Kamulu, do Quênia, liderou boa parte da disputa, sofreu uma ultrapassagem durante o trecho da Avenida Brigadeiro Luiz Antônio e não conseguiu manter o ritmo. Com 50m02s de prova, sua compatriota Sandrafelis Tuei, de 20 anos de idade, foi a primeira a atravessar a linha de chegada. Pauline passou pela faixa 17 segundos depois, com o total de 50m19s.

A disputa mais acirrada foi pelo terceiro lugar, entre a queniana Esther Kakuri e a etíope Mestawut Truneh. Correndo lado a lado, foi o sprint final que decidiu o pódio. A atleta do Quênia começou a acelerar um pouco antes da curva para a reta de chegada e, mais baixa do que a etíope, não conseguiu se manter a frente.

No final, Mestawut conquistou o terceiro lugar com o tempo de 52m45s. Jenifer Nascimento Silva foi a melhor brasileira, com oitavo lugar e o tempo de 54min05s, melhorando a marca do ano passado que foi o décimo lugar de Joziane Cardoso. O Brasil não vence no feminino desde 2006.

Masculino: 
1º Belay Bezabh (Etiópia) – 45m03s
2º Dawitt Adamsu (Bahrein) – 46m06s
3º Amdework Tadese (Etiópia) – 45m13s
4º Emmanuel Gisamoda (Tanzânia) – 45m23s
5º Maxwell Kortech Rotich (Uganda) – 45m45s

Feminino: 
1ª Sandrafelis Tuei (Quênia) – 50m02s
2ª Pauline Kamulu (Quênia) – 50m19s
3ª Mestawut Truneh (Etiópia) – 52m45s
4ª Esther Kakuri (Quênia) – 52m47s
5ª Birthukan Alemu (Etiópia) – 53m06s

Foto: Marcos Riboli


Mesmo em meio as grandes dificuldades enfrentadas pela Prefeitura Municipal de Valença na área financeira o esporte em Valença não para, e após a implantação do programa esporte na comunidade, programa este que atende 120 crianças e adolescentes que residem no loteamento pôr do sol e área periférica do bairro da graça, agora é a vez do bairro do tento e localidades vizinhas.

No próximo dia 07/01 a secretaria de esportes abrirá inscrições para crianças a partir dos 09 anos, adolescentes, jovens e adultos de ambos os sexos participarem das aulas de voleibol que serão realizadas no ginásio de esportes e ministradas pela ex. atleta da seleção brasileira de vôlei Leticia Pessoa, as inscrições são gratuitas e as aulas contam com o apoio da iniciativa privada e desportistas local.

Em entrevista a nossa equipe o diretor de esportes do município s.r. Ademilton Ferreira falou das grandes dificuldades enfrentadas no ano de 2018 entre elas a falta de receita para gerir o esporte, pois criada recentemente a secretaria ainda não tinha dotação orçamentaria e contou muito com o apoio do prefeito Ricardo Moura em algumas realizações em outras teve que realizar com recursos próprios e espera que em 2019 o cenário possa ser diferente, pois a câmara aprovou um orçamento de 220.000.00 não é o suficiente mais já e um grande incentivo.

www.Reporterurgente.com.br