MERCADO DA BOLA: VENDA DE JUNINHO CAPIXABA PODE RENDER FRUTOS AO BAHIA.

O orçamento do Grêmio para 2020 prevê o faturamento de R$ 88 milhões em vendas de jogadores. Diante de um cenário de crise, como o atual, no qual as receitas são praticamente nulas, o valor deverá ser revisto. No entanto, o clube monitora, por exemplo, a situação de Juninho Capixaba, lateral-esquerdo emprestado ao Bahia.

Dono de 60% dos direitos econômicos do atleta (o restante é dividido entre Corinthians – 10% – e o próprio Tricolor baiano – 30%), o time gaúcho sabe que o atleta se encontra na mira do Porto, de Portugal. E, obviamente, como destaca o Uol Esporte, uma eventual transferência envolveria bem menos dinheiro do que com nomes mais consagrados do atual plantel e ajudaria, no mínimo, a amenizar as dificuldades causadas pela pandemia de coronavírus, que paralisou por completo o calendário do futebol.

A projeção aponta para para uma venda na casa dos 7 milhões de euros, o equivalente a quase R$ 40 milhões na cotação atual. Se confirmando isso, o Grêmio arrecadaria R$ 23,8 milhões e o Bahia o montante de 11.9 milhões. O Corinthians, por sua vez, arremataria 3,9 mi.


Comente