Quem imaginava que o Atlético-MG faria um bom número de gols sobre o La Equidad-COL para encaminhar sua classificação às semifinais, se enganou.

A equipe brasileira teve de se esforçar muito para conseguir o placar de 2 a 1, gols de Jair e Elias para o time brasileiro, enquanto Camacho marcou o gol colombiano. O “time dos seguradores” saiu na frente, segurou o Galo boa parte do jogo e precisará apenas de fazer 1 a 0 para conseguir avançar na Copa Sul-Americana.

A noite foi muito complicada para o Atlético, pois além de ter de buscar o resultado, perdeu uma cobrança de pênalti com Cazares saiu de campo vaiado por sua torcida, apesar da vitória, pois o time atleticano ficou com um jogador a mais boa parte do segundo tempo, com a expulsão de Ethan González. O jogo de volta será no dia 25 de agosto, terça-feira, em Bogotá, às 21h30, no Estádio El Campím.

Antes, o alvinegro recebe o Bahia no sábado(24), às 11h, no Independência, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

FONTE : emcimadolance


O Palmeiras depende de um empate como mandante para avançar à semifinal da Copa Libertadores. Na noite desta terça-feira, com um a menos desde a expulsão de Felipe Melo, o time treinado por Luiz Felipe Scolari venceu o Grêmio por 1 a 0 e conquistou a vantagem em Porto Alegre.

No primeiro tempo, o Palmeiras não correu maiores riscos no campo de defesa e saiu na frente em um belo chute disparado pelo meia Gustavo Scarpa. Na etapa complementar, Felipe Melo tomou o segundo amarelo, mas o time visitante segurou o triunfo.

O segundo e decisivo confronto entre Palmeiras e Grêmio pelas quartas de final da Copa Libertadores está marcado para as 21h30 (de Brasília) de terça-feira, no Estádio do Pacaembu. Como ganhou em Porto Alegre, o time alviverde precisa de um empate para avançar.

FONTE: gazetaesportiva


TERCEIRA COPA DA ARENA CECÉ:

Grupo A
Morro
Real Urbis
U.S. Máfia
Pítia (Ptn)

Grupo B
Guaibim
Novo Horizonte
Flamengo
São Paulo

Grupo C
Vasco (Santo Antônio)
Garotos da Vila (Laje)
Grêmio
Capão

Grupo D
Cruz Azul (Wescelau Guimarães)
Palmeiras
União Gandu (Gandu)
Santa Luzia

Grupo E
Seleção de Cairu
Pau Brasil
Juventude

Grupo F
Bota-Fogo (Serra Grande)
Kiosk
Gafanhotos


 A chuva intensa que caiu durante a semana  em Valença, aliado ao excesso de pisoteio no  tapete verde, por conta da má utilização do Santuário do futebol valenciano.

Neste domingo (18), sem condições de praticar um bom futebol, as seleções  de Valença  e Maragogipe s enfrentaram pela segunda rodada do Campeonato Intermunicipal/2019. As duas equipes tiveram eu mostrar disposição para buscar a vitória.

O selecionado  de Maragogipe venceu por 1 a 0. Gol aos 30 minutos da segunda etapa, com assistência de Marcelo Muritiba, Eduardo invadiu a área e fez  o único gol da partida .

Com este resultado a seleção de Maragogipe assume a liderança do grupo 11, com 04 pontos, na segunda posição Nazaré, Valença na terceira posição e Ubaíra ocupa  o último lugar do grupo.

Na próxima rodada, dia 25, Valença viaja até Nazaré e enfrenta a seleção local, enquanto Maragogipe terá pela frente a Seleção de Ubaíra.

Ficha Técnica:

Valença: Jú, Joicinho (Nal), Pataíba, Nielton e Nino Bolívia; Geovane (Isac), Varley (Carlos Henrique), Neguinho (Joaquim) e Otton; Junior (Gel) e Paulinho. Tecnico Gabriel.

Maragogipe: Ivan, Washington, Jóia Rara, Italo e Reidson; Luan (Quilinho), Alexssandro (Pescador), Mimisso (Netinho) e Mateuzinho (Geovane); Marcelo Muritiba e Eduardo (Tebão), Tec. Erivaldo Almeida.

Arbitragem:´

ÁRBITRO ANDERSON SOARES BRANDÃO DE: FBF/ITUBERÁ

ASSISTENTE 01: WILDEMAR SILVA SANTOS DE: FBF/IBIRAPITANGA

ASSISTENTE 02: VITOR SILVA GONÇALVES DE: FBF/VERA CRUZ

4ºARBITRO: LISMAR NEVES DE JESUS DE: FBF/VALENÇA

Outros Resultados:
Canudos 4 x 1 Paulo Afonso
Santaluz 1 x 0 Tucano
Campo Formoso 2 x 0 Capim Grosso
Morro do Chapéu 1 x 1 Piritiba
Conceição do Coité 1 x 1 São Domingos
Valente 2 x 3 Retirolândia
Ipirá 0 x 0 Ruy Barbosa
Serra Preta 2 x 0 Baixa Grande
Terra Nova 1 x 1 Camaçari
Santo Amaro 6 x 0 Saubara
Lauro de Freitas 1 x 1 Madre de Deus
Feira de Santana 2 x 1 Santa Bárbara
Riachão do Jacuípe 2 x 2 Conceição do Jacuípe
Cachoeira 1 x 0 Conceição da Feira
Governador Mangabeira 3 x 3 São Félix
Nazaré 1 x 0 Ubaíra
Jaguaquara 1 x 1 Maracás
Ibirapitanga 1 x 0 Ibirataia
Itapetinga 3 x 0 Poções
Ibicaraí 3 x 1 Aurelino Leal
Uruçuca 2 x 1 Itajuípe
Pau Brasil 1 x 0 Itajú do Colônia
Camacan 4 x 1 Santa Luzia
Ilhéus 1 x 3 Belmonte
São José da Vitória 0 x 1 Itarantim
Porto Seguro 3 x 1 Prado
Eunápolis 1 x 1 Itamaraju
Guanambi 0 x 1 Vitória da Conquista
Araçás 0 x 1 Pojuca

Fotos: Rádio Líder Fm.


Doping no Ciclismo

Há algumas semanas atrás consegui o meu primeiro recorde de percurso, no ciclismo de montanha (king of mountain (KOM)). Foi divertido, teve resenha, mas sem deslumbre, afinal isso não é o foco do pedal! Todo ciclista karniça* sabe que nossa prioridade é cooperar em vez de competir e ampliar o espaço do ciclismo na sociedade.

Mas a competição pode levar a falta de ética, levando os oponentes a usar de má-fé contra o outro ou para se dar bem. E de competitividade à competição a passagem poder ser rápida, basta lembrar troca de farpas entre Henrique Avancini e Nino Shutter, no início da temporada 2019. Mas o pior da competição foi apresentado no ano passado pelo colunista de ciclismo Cristian Drumond (Segredos do Montain Bike, SMB) ao coletar informação de que ciclistas estão usando substâncias químicas proibidas para conseguir recordes de percurso (KOM).

Comecei a ficar atento ao noticiário sobre o tema, pois é cada vez mais frequente os casos no esporte e principalmente no ciclismo. Basta lembrarmos que um dos maiores escândalos de dopping aconteceu justamente em nosso esporte, o caso Lance Armstrong – famoso por ganhar sete vezes a Volta da França – e teve inclusive devolução de medalha olímpica por seu companheiro de equipe. Nesse caso, os depoimentos apontam que toda a equipe dos correios dos EUA usavam substâncias proibidas e que isso é corriqueiro no ciclismo.

Essas histórias são uma grande decepção, por isso quis pesquisar e ouvir depoimentos dos atletas. Eles desvelam o cotidiano do atleta de elite que, pressionado por resultados, e num contexto de pouca fiscalização terminam usando substâncias químicas proibidas. A pesquisa mostrou que esta questão não fica apenas entre as equipes internacionais e as grandes provas do ciclismo de estrada, está no Brasil, no MTB e alguns jornalistas esportivos acusam a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) de fazer vistas grossas para o problema. Inclusive já tivemos um caso de ciclistas que quase foi a óbito por conta do uso destas substância. (falaremos disso depois…)

No início deste mês a União Ciclista Internacional (UCI) ameaçou suspender o Brasil por conta dos vários casos de dopping no ciclismo de estrada nacional. Na etapa no brasileiro master de ciclismo de estrada, que aconteceu no dia 28 de Julho, em razão da presença de fiscalização antidoping, o segundo e quarto lugar da competição não apareceram no pódio, fugindo de uma possível coleta.

Os tempos são sombrios para o ciclismo, principalmente o de estrada que paga as melhores premiações. Ao se persistir essa lógica de uso cotidiano de substâncias proibidas, caríssimas inclusive, a deslealdade tende a prevalecer entre os concorrentes. E o pior ainda foi alertado pelo Vlog Pra quem Pedala que faz uma crítica ao uso indiscriminado destas substâncias, inclusive entre os atletas amadores. Qual o sentido de um amador, que não vive do esporte, se dopar? Ficou tão banal o uso de esteroides, testosterona, transfusão de sangue e outros que dá para acreditar em gente usando no cotidiano, para superar os colegas no treino!

Mais cooperação, menos competição… Mais honestidade também no esporte, por favor!

Tarcísio Botelho é ciclista karniça e Bike Anjo

https://www.facebook.com/bikeanjovalenca/


Athletico-PR e Atlético-MG jogarram, na noite deste sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 15ª rodada do Brasileirão. O time da casa levou a melhor, e conseguiu a vitória pelo placar mínimo de 1 a 0. O único gol da partida foi marcado no primeiro tempo, através de Marcelo Cirino. O Time visitante se lançou ao ataque, criou algumas oportunidades e exigiu boas defesas do goleiro Santos. O Athletico também teve algumas chances de ampliar, mas cumpriu bem a sua tarefa na defesa e garantiu o placar de1 a 0 até o final.